Criação do ‘Prêmio Responsabilidade Socioambiental’ é discutida em audiência pública

A Câmara Municipal de Americana realizou ontem (2) audiência pública para discussão do projeto de decreto legislativo 34/2019, de autoria do vereador Professor Padre Sergio (PT), que propõe a criação do “Prêmio Responsabilidade Socioambiental – Etore Delaneza”. A promoção do debate foi solicitada pelo petista, por meio de requerimento aprovado pela Casa durante sessão ordinária.

Participaram da audiência o vereador Professor Padre Sergio, a coordenadora do Projeto Gota d’Água do Consórcio PCJ (dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), Andréa Borges, a filha do amigo da natureza lembrado pela honraria, Jessiani Delaneza, o pesquisador científico e educador socioambiental, João José Demarchi, a jornalista e idealizadora da Praça Malala, Luiza Cazetta, o aposentado e coletor voluntário de lixo, Emilson Milani, Noboru Fugiwara – horticultor que está transformando um terreno do Parque Universitário em espaço de convivência -, além de convidados e população interessada no tema.

Durante o uso da palavra, o parlamentar lembrou o legado deixado pelo reflorestador: “O senhor Etore plantou mais de 3500 árvores no Pós-Represa e transformou o seu lazer, que era a pescaria, numa paixão, ao plantar e cuidar dessa área verde, promovendo um grande reflorestamento. Por isso, é fundamental continuarmos com o legado dele, homenageando as pessoas que atuam com responsabilidade socioambiental”.

A gerente técnica do Consórcio PCJ destacou a importância do reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos voluntários ambientais. “É muito importante cada um de nós trabalhar com a questão da sustentabilidade, e esse prêmio é fundamental por isso, por reconhecer não só as instituições, mas também as pessoas que, como o senhor Etore fez, realizam um trabalho de formiguinha, contribuindo para um meio ambiente melhor”, elogiou Andréa.

De acordo com a proposta, a solenidade busca homenagear com a “Medalha Responsabilidade Socioambiental – Etore Delaneza” pessoas físicas ou jurídicas que tenham contribuído com iniciativas orientadas à preservação, qualificação, conscientização e respeito ao meio ambiente. O projeto estipula que o prêmio ocorrerá anualmente no mês de setembro, durante a semana que marca o início da Primavera e na qual se comemora o Dia da Árvore. E que as indicações dos homenageados serão feitas pelos vereadores com direito a uma indicação cada, sendo 19 nomes no total. 

Related posts

Leave a Comment